Livro Territorio Na Geografia De Milton Santos – Moraes, Antonio Carlos Robert – ISBN: 8539105268

Livro Territorio Na Geografia De Milton Santos – Moraes, Antonio Carlos Robert – ISBN: 8539105268

Você já leu o livro Territorio Na Geografia De Milton Santos? Deixe seu comentário:

Livro online Livro Territorio Na Geografia De Milton Santos – Moraes, Antonio Carlos Robert – ISBN: 8539105268 para você comprar em loja virtual. Confira preço, ofertas e descontos.

Trecho da obra – ‘Foi em face deste quadro que nos voltamos para a reconceituação proposta por Milton Santos, e ela se revelou bem adequada para equacionar o problema tratado, desde que tomada de uma forma aberta a certa redefinição. Na verdade, a distinção entre território e território usado emergiu como o ‘ovo de Colombo’ dessa discussão, a qual visava articular numa mesma unidade de análise o espaço efetivo da colonização lusitana na América do Sul com o espaço pretendido pela administração colonial portuguesa. De um lado, os lugares efetivamente incorporados pelo movimento colonizador; de outro, a porção de espaço delimitada pela ação diplomática da metrópole. E foi nessa junção (ao mesmo tempo uma distinção) que a diferenciação dos conceitos mencionados ganhou sentido em nosso entendimento, derrubando nossa própria crítica quanto ao seu conteúdo redundante. Nesse escopo, o território, enquanto conceito essencialmente político, diria respeito ao exercício da soberania sobre um âmbito espacial delimitado em tratados celebrados entre as Coroas ibéricas e ratificados (ou questionados) pelos Estados pós-coloniais. Seria, portanto, o conceito que responderia ao domínio geopolítico (mesmo que apenas formal), projetando a pretensão de controle político-territorial por parte do aparato estatal em construção.
Já o território usado estaria referido ao habitat criado pelo colonizador, abrigando as instalações construídas pelo avanço da colonização nas novas terras, as quais expressavam sua inserção na economia colonial. Tratava-se, assim, de um espaço econômico inserido na área acima qualificada de domínio estatal (colonial e, posteriormente, nacional), que na maior parte dos casos constituíam verdadeiras regiões produtivas cuja dinâmica respondia em muito às flutuações do comércio atlântico. No período em foco, este espaço não conhecia contiguidade plena sequer na zona costeira, mesmo tendo sido estabelecido num padrão de ‘mancha de óleo’ a partir de pontos de difusão litorâneos. Na conjuntura estudada uma grande área de ocupação estendia-se pelo litoral oriental adentrando-se pelo hinterland na região central do território. Era a manifestação espacial da territorialidade da colonização europeia, uma expansão do Ocidente como já afirmaram vários autores. Cabe mencionar que, no caso brasileiro, foi a partir do território usado que se processou o movimento de independência, e que a primeira tarefa do novo Estado foi a de afirmar sua autoridade e controle sobre todo esse conjunto de assentamentos coloniais (num contexto de baixa integração entre eles).
Nesse esquema teórico, as porções do território que não se qualificavam como território usado constituíam os ‘fundos territoriais’, um conceito que completa a base da constelação conceitual utilizada. Eram as áreas de pretensão de soberania, guardadas para uma ocupação produtiva futura. O controle destes espaços, de incorporação e conhecimento tênues ou inexistentes, animava outro desígnio da atuação do novo Estado. Tais fundos territoriais eram concebidos como um patrimônio básico do país, sendo sua ocupação erigida como objeto central do projeto estatal-nacional. Vale mencionar que esse último conceito deriva de uma matriz leninista, tendo sido empregado por este autor na tentativa de explicação da expansão do território russo. No imaginário territorial brasileiro o vocábulo mais associado a esta designação foi o de ‘sertão’, palavra que qualifica os lugares ambicionados pelo avanço colonizador, os objetos imediatos ou potenciais da expansão, os estoques de terras e recursos para a exploração futura. Em nosso ver, a existência destes vastos fundos territoriais marcou profundamente a formação social brasileira, dando à dimensão espacial (e à geografia, em consequência) um papel essencial no desvendamento da particularidade histórica do país.’

  • Origem:  NACIONAL
  • Editora:  ANNABLUME
  • Idioma:  PORTUGUÊS
  • Edição:  1
  • Ano:  2013
  • País de Produção: Brazil
  • Código de Barras:  9788539105267
  • ISBN:  8539105268
  • Encadernação:  BROCHURA
  • Altura: 23.00 cm
  • Largura: 16.00 cm
  • Complemento:  NENHUM
  • Nº de Páginas:  130

ISBN: 8539105268

+ Geografia

Livro Geopolitica Das Igrejas E Anarquia Religiosa No Brasil – Santos, Alberto Pereira Dos – ISBN: 8598555835
Livro Geopolitica Das Igrejas E Anarquia Religiosa No Brasil – Santos, Alberto Pereira Dos – ISBN: 8598555835
Livro Demografia Basica – Caldas, Guilherme Caldas – ISBN: 8555262305
Livro Demografia Basica – Caldas, Guilherme Caldas – ISBN: 8555262305
Livro Manual De Geopolitica E Geoestrategia – V.1 – Correia, Pedro Pezarat – ISBN: 9724042561
Livro Manual De Geopolitica E Geoestrategia – V.1 – Correia, Pedro Pezarat – ISBN: 9724042561
Livro Ensayo Sobre El Principio De La Poblacion – Malthus, Thomas Robert – ISBN: 9681624858
Livro Ensayo Sobre El Principio De La Poblacion – Malthus, Thomas Robert – ISBN: 9681624858

+ Mairipa

10 livros de liderança e motivação para você alavancar sua carreira
10 livros de liderança e motivação para você alavancar sua carreira
Ziraldo realiza lançamento do Livro Meninas
Ziraldo realiza lançamento do Livro Meninas
Novo livro de Antonio Juraci Siqueira aproxima a criança da cultura brasileira
Novo livro de Antonio Juraci Siqueira aproxima a criança da cultura brasileira
Nenhum livro aguenta os relaxados, saiba como cuidar com carinho
Nenhum livro aguenta os relaxados, saiba como cuidar com carinho

Livros de youtubers disparam nas vendas
Livros de youtubers disparam nas vendas
Na livraria do futuro os livros serão impressos na hora
Na livraria do futuro os livros serão impressos na hora
Leia para uma criança 2016 distribui livros grátis
Leia para uma criança 2016 distribui livros grátis
Livro “Matemática Discreta” é recomendado para cursos de Engenharia, Matemática e Ciência da Computação
Livro “Matemática Discreta” é recomendado para cursos de Engenharia, Matemática e Ciência da Computação
Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,