O livro Inveja, de Sandra Brown, surpreende

O livro Inveja, de Sandra Brown, surpreende
Publicado dia 29/12/2015 em Artigos


Sou leitor de três livros mensais em média. Isso não me torna crítico profissional, graças a todos os deuses de todos os céus de todas as galáxias de todos os universos – detestaria ser obrigado a viver em equilíbrio entre o bom senso e o bom pagamento; prefiro o bom senso.

Tenho algumas manias em relação a meus livros; “antimanias”, diz um filósofo amigo e colega. Não me importo que não os devolvam quando empresto. Imagino que livros sejam como conhecimento pessoal exposto mente afora: quanto mais se divide com outros, mais se multiplica na comunidade. Não me importo também que me falem o fim da história ou estória. Afinal, por mais que meu amigo tenha bom potencial crítico, a impressão que terá da narrativa será sempre pessoal. E não minha. O que vivi e o que assimilei nesta vasta experiência é que desenhará a opinião que terei sobre o livro que vou ler. Portanto, a opinião de amigos sobre um livro não interfere na leitura que faço da leitura que terei.

Outra mania é jamais ver um filme baseado em um livro. Por mais fiel que seja o roteirista, o universo que o autor criou a partir de palavras será sempre mais rico que qualquer tomada de cena. Ao ler num livro, por exemplo, “ela vestiu seu manto azul, desceu as escadas e manteve seus cachos sobre os ombros como moldura em Rembrandt”, toda minha história de vida traduz a cena em impressões pessoais. Se visse tal em um filme, dependeria da impressão do diretor de fotografia e de sua história pessoal. E o azul não teria a mesma nuance, a escada não teria o mesmo formato, os cachos não seriam tão bem feitos quanto imaginei ao ler.

Minha experiência como leitor, assimilador de conceitos e crítico não profissional tem algumas situações hilárias. Quando fazia jornalismo, meu amigo Welligton Cunha – cujo livro “O Enigma da Luz” estou revisando e formatando neste momento e que será lançado em março no Maranhão – presenteou-me com o livro “Um Conto de Duas Cidades”, de Charles Dickens. Demorei cinco anos para ler, relegando-o à próxima leitura durante esse tempo todo. Quando li, me perguntei que diabos tinha acontecido para não tê-lo lido antes. Um narrativa extraordinária contando fatos da Revolução Francesa pela ótica de um pensador extraordinário.

Tem também um marco: deixei de chegar ao fim de apenas um livro em minha vida. Sempre fui parcimonioso com minhas escolhas. Desta forma, por mais desinteressante que seja o início de um livro, jamais deixo de chegar até o fim, de forma que possa concretizar minha crítica e minha impressão com decepções ou surpresas. O único livro que não me levou além da página trinta foi… foi… esqueci o nome… espere… foi… sei lá, mas foi primeiro e último que tomei nas mãos de Paulo Coelho. Leitura inimaginavelmente chata, improfícua e desfundamentada de qualquer senso de lógica. Não me perguntem “então, por que ele está na Academia Brasileira de Letras?”… sei a resposta, mas não me perguntem.

Algo semelhante ao “Um Conto de Duas Cidades” ocorreu com “Inveja”, da autora Sandra Brown. Esteve em minha estante por mais de cinco anos, com a lombada larga de uma coletânea Seleções me chamando quase toda noite quando passo diante dela a caminho da cama. Tenho um pequeno acervo de pouco menos de mil títulos e “Inveja” esteve gritando sua presença em minha cabeça por todo esse tempo.

O livro é magnífico com sua narrativa não linear, que acorrenta situações diversas e as transforma em uma história fantástica. Faz-nos pensar no direito à desforra e à vingança se este for baseado num sentimento puro por justiça. A protagonista, editora de livros, vai se surpreendendo a cada página, de forma que nos surpreende a cada meia página. É personagem que traduz a mulher trabalhadora e determinada em sua vida normal, independente, sem que se perca no universo do feminismo que se pretende inaudito. Aliás, feminismo é tema que passa longe do livro.

Duas histórias – uma de “Inveja” em si e outra da personagem que é escritor protagonista – vão se autodesvendando durante leitura. E imagino que aí esteja a magia estratégica da autora. A editora se encanta com um pré-manuscrito de um livro e sai à procura do autor, que não se revela de imediato, a fim de propor contrato de edição. À medida que lê a sinopse e vive as circunstâncias de seu próprio dia a dia, reconduz sua própria realidade.

Sandra Brown desfoca a atenção do leitor mais detalhista, o que incorre no orgulho sherlock-homista que todos têm de descobrir os elos das tramas o quanto antes. Na verdade, isso não é tarefa difícil, mas o leitor vai se perguntando “será que é isso mesmo” e, de pergunta em pergunta, chega ao fim da história sem perceber.

“Inveja” é tão interessante que estou cheio de dedos para ler o fim. Ainda não cheguei nele; estou protelando em virtude de muito trabalho. Entretanto, não resisti em trocar minha surpresa sobre a leitura com vocês e produzi este texto.

O livro é de 2005 e se apresenta em pouco mais de cem páginas. Mas, estou certo de que a leitura seria surpreendente ainda que fossem mais mil.

Boa leitura a todos!


Serg Smigg

Serg Smigg

Jornalista, escritor, filósofo e apaixonado por livros.

Veja mais publicações de Serg Smigg

+ Artigos

Nova forma de ensino on-line chega ao Brasil
Nova forma de ensino on-line chega ao Brasil
Baixar livros piratas não é legal. Entenda por quê
Baixar livros piratas não é legal. Entenda por quê
Youtuber Christian Figueiredo lança livro “Eu Fico Loko 3”
Youtuber Christian Figueiredo lança livro “Eu Fico Loko 3”
Livros são ótimos presentes de Natal para crianças
Livros são ótimos presentes de Natal para crianças

5 livros sobre Fidel Castro para você aprender mais sobre história
5 livros sobre Fidel Castro para você aprender mais sobre história
Confira a lista dos ganhadores do Prêmio Jabuti 2016
Confira a lista dos ganhadores do Prêmio Jabuti 2016
Livro traz histórias de uma mulher viajando o mundo sozinha
Livro traz histórias de uma mulher viajando o mundo sozinha
Livro “A estratégia das 3 caixas” apresenta método simples para inovar
Livro “A estratégia das 3 caixas” apresenta método simples para inovar

+ Mairipa

Livro Alice No Pais Das Maravilhas – Versao Manga – Carroll, Lewis – ISBN: 8560647325
Livro Alice No Pais Das Maravilhas – Versao Manga – Carroll, Lewis – ISBN: 8560647325
Livro Laboratorio De Hematologia – Melo, Marcio – ISBN: 8584110119
Livro Laboratorio De Hematologia – Melo, Marcio – ISBN: 8584110119
Livro Auf Einen Kaffee Mit Buddha – Oliver, Joan Duncan – ISBN: 3423345144
Livro Auf Einen Kaffee Mit Buddha – Oliver, Joan Duncan – ISBN: 3423345144
Livro Cool Restaurants Copenhagen – Datz, Christian – ISBN: 3832791469
Livro Cool Restaurants Copenhagen – Datz, Christian – ISBN: 3832791469

Livro Nature Of Woodworking – Frost, Rodney – ISBN: 0806949929
Livro Nature Of Woodworking – Frost, Rodney – ISBN: 0806949929
Livro Six Sigma Execution – Eckes, George – ISBN: 0071453644
Livro Six Sigma Execution – Eckes, George – ISBN: 0071453644
Livro Predictive Marketing – Artun, Omer – ISBN: 1119037360
Livro Predictive Marketing – Artun, Omer – ISBN: 1119037360
Livro As 12 Parabolas De Jesus – Micheletti, Guillermo Daniel (padre) – ISBN: 853264791X
Livro As 12 Parabolas De Jesus – Micheletti, Guillermo Daniel (padre) – ISBN: 853264791X
Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,