As gírias antigas e os livros mais vendidos no ano em que você nasceu

As gírias antigas e os livros mais vendidos no ano em que você nasceu

Resenha

Por

Você sabe qual livro estava em destaque quando você nasceu? Se liga nessa lista e descubra.

A lista é com base nas relações da revista Veja e The New York Times.

1975

Brasil - Gabriela, Cravo e Canela, Jorge Amado

Estados Unidos - A Saga do Colorado, James Michener

1976

Brasil - Araceli, Meu Amor, de José Louzeiro

Estados Unidos - Triniy, Leon Uris

1977

Estados Unidos - Pássaros Feridos, Colleen McCullough

1978

Brasil- Conversa na Catedral, Mario Vargas Llosa

Estados Unidos - A Herdeira, Sidney Sheldon

1979

Brasil - Farda, Fardão, Camisola de Dormir, Jorge Amado

Estados Unidos - O círculo Matarese, Robert Ludlum

1980

Brasil- A Falta que Ela me Faz, Fernando Sabino

Estados Unidos- A identidade Bourne, Robert Ludlum

1981

Brasil- Crônicas de uma morte anunciada, Gabriel García Márquez

Estados Unidos- Os Rebeldes, James Michener

1982

Brasil - O Analista de Bagé, Luis Fernando Veríssimo

Estados Unidos - O Mosaico de Parsifal, Robert Ludlum

1983

Brasil - A Velhinha de Taubaté, Luis Fernando Veríssimo

Estados Unidos - A Garota do Tambor, John Le Carré

1984

Brasil - Tocaia Grande, Jorge Amado

Estados Unidos - Operação Aquitânia, Robert Ludlum

1985

Brasil - A Insustentável Leveza do Ser, Milan Kundera

Estados Unidos - Tripulação de Esqueletos, Stephen King

1986

Brasil - A Insustentável Leveza do Ser, Milan Kundera

Estados Unidos - A Coisa, Stephen King

1987

Brasil - As Brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley

Estados Unidos - O Preço do Amor, Danielle Steel

1988

Brasil - As Brumas de Avalon, Marion Zimmer Bradley

Estados Unidos - O Cardeal do Kremlin, Tom Clancy

1989

Brasil - As Areias do Tempo, Sidney Sheldon

Estados Unidos - A casa da Rússia, John Le Carré

1990

Brasil - Diário de um Mago, Paulo Coelho

Estados Unidos - O Ônus da Prova, Scott Turow

1991

Brasil - O Alquimista, Paulo Coelho

Estados Unidos - Scarlett, Alexandra Ripley

1992

Brasil - O Alquimista, Paulo Coelho

Estados Unidos- O Dossiê pelicano, John Grisham

1993

Brasil - Noite sobre as Águas, Ken Follett

Estados Unidos - As Pontes de Madison, Robert James Waller

1994

Brasil - Brida, Paulo Coelho

Estados Unidos - A Profecia Celestina, James Redfield

1995

Brasil - Comédias da Vida Privada, Luis Fernando Veríssimo

Estados Unidos - A Profecia Celestine, James Redfield

1996

Brasil - O Mundo de Sofia, Jostein Gaarder

Estados Unidos - Segredos do Poder, Joe Klein

1997

Brasil - O Mundo de Sofia, Jostein Gaarder

Estados Unidos - A Montanha Gelada, Charles Frazier

1998

Brasil - O Livro das Virtudes para Crianças, William j. bennett

Estados Unidos - O Advogado, John Grisham

1999

Brasil - O Homem que Matou Getúlio Vargas, Jô Soares

Estados Unidos - O Testamento, John Grisham

2000

Brasil - Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K Rowling

Estados Unidos - A Confraria, John Grisham

2001

Brasil - Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K. Rowling

Estados Unidos - O diário de Suzana para Nicolas, James Patterson

2002

Brasil - Harry Potter e a Câmara Secreta, J.K. Rowling

Estados Unidos - The Lovely Bones, Alice Sebold

2003

Brasil - Onze Minutos, Paulo Coelho

Estados Unidos - O Código da Vinci, Dan Brown

2004

Brasil - Budapeste, Chico Buarque

Estados Unidos - O Código da Vinci, Dan Brown

2005

Brasil - Fortaleza Digital, Dan Brown

Estados Unidos - O Corretor, John Grisham

2006

Brasil - Quando Nietzsche Chorou, Irvin D. Yalom

Estados Unidos - For One More Day, Mitch Albom

2007

Brasil - A Cidade do Sol, Khaled Hosseini

Estados Unidos - A Cidade Do Sol, Khaled Hosseini

2008

Brasil - A Menina que Roubava Livros, Markus Zusak

Estados Unidos - O Recurso, por John Grisham

2009

Brasil - A Cabana, William Young

Estados Unidos - O Símbolo Perdido, Dan Brown

2010

Brasil - A Cabana, William P. Young

Estados Unidos - A Rainha do Castelo de Ar, Stieg Larsson

2011

Brasil - A Guerra dos Tronos, George R. R. Martin

Estados Unidos - A Resposta, Kathryn Stockett

2012

Brasil - A Escolha, de Nicholas Sparks

Estados Unidos - Cinquenta Tons de Cinza, E. L. James

2013

Brasil - Inferno, Dan Brown

Estados Unidos - Um Porto Seguro, Nicholas Sparks

2014

Brasil - A Culpa é das Estrelas, John Green

Estados Unidos - O Pintassilgo, Donna Tartt

2015

Brasil - O Pequeno Príncipe, Antoine de Saint-Exupéry

Estados Unidos - A Garota no Trem, Paula Hawkins

Você já leu o livro As Areias do Tempo? Deixe seu comentário:

Ná época em que você ainda não servia para fazer peso na Terra, as pessoas já tinham gírias e um estilo de vida totalmente diferente do seu.

É engraçado que algumas palavras em determinado momento são tão legais e descoladas e alguns anos depois ficam ultrapassadas e toscas, sendo ridicularizados aqueles que ainda as usarem.

GÍRIAS DOS ANOS 60

  • aldeia global: nosso mundo.
  • bacana: bom, bonito.
  • boapinta: de boa aparência.
  • boazuda: mulher bonita.
  • cafona: feio.
  • calhambeque: carro velho.
  • cara: indivíduo.
  • carango: carro.
  • certinha: mulher bonita.
  • chapa: amigo.
  • dar tábua: recusar-se a dançar.
  • duca: ótimo.
  • é fogo!: é difícil.
  • esticada: passar por vários restaurantes e bares noturnos.
  • fossa: depressão, crise existencial.
  • gamar: namorar.
  • gata: mulher bonita.
  • grana: dinheiro.
  • jovem guarda: movimento artístico musical.
  • legal!: ótimo!.
  • mancar, dar mancada: desrespeitar compromisso.
  • minisaia: saia curta.
  • paca: muito.
  • pão: homem bonito.
  • papo firme: conversa séria.
  • papo furado: conversa sem objetivos.
  • pé de chinelo: pessoa sem expressão.
  • pra frente: moderno.
  • quadrado: conservador.
  • tremendão: rapaz bonito.
  • uma brasa, mora: bom, ótimo!.
  • ziriguidum: samba no pé, molejo de mulata.

GÍRIAS DOS ANOS 70

  • Arquibaldos: torcedores de arquibancadas.
  • aprontar: criar uma situação.
  • babados: assuntos.
  • barra: situação difícil.
  • bicho: amigo.
  • bicho grilo: pessoa mal vestida.
  • biônico: político nomeado pelo governo
  • bode: confusão.
  • capanga: bolsa.
  • careta: pessoa conservadora.
  • chacrinha: conversa sem objetivo.
  • chocante: bom ótimo.
  • chocrível: chocante e horrível.
  • curtição: aproveitamento.
  • curtir: aproveitar.
  • dançou!: não deu certo.
  • dar no pé: ir embora.
  • dar o cano: não cumprir compromisso.
  • desligado: distraído.
  • entrar pelo cano: ser mal sucedido.
  • estar por fora: mal informado.
  • falou e disse!: termo de afirmação, confirmação.
  • fazer a cabeça: conquistar uma pessoa.
  • fofa: mulher bonita.
  • fofoca: intriga.
  • geraldinos: torcedores, da geral.
  • goiaba: pessoa inocente.
  • já era: acabou.
  • jóia: tudo bem.
  • legal: ótimo.
  • maneiro: bom, ótimo.
  • numa boa: em ótima situação.
  • podes crer: acredite.
  • repeteco: repetição.
  • sacou?: entendeu?.
  • tá legal: ótimo.
  • tá maus: está ruim.
  • tô ki tô: estou bem.
  • tou contigo e não abro: estou do teu lado.
  • tutu: dinheiro.

GÍRIAS DOS ANOS 80

  • bode: mau humor.
  • brega: feio.
  • brega chique: feio.
  • deprê: depressão.
  • depri: deprimido.
  • economês: linguagem dos economistas.
  • encanar: prender.
  • fio dental: biquini.
  • massa: bom, ótimo, legal.
  • mercado paralelo: dólar.
  • ô meu!: ei, rapaz!.
  • pacote econômico: medidas econômicas.
  • patrulhas ideológicas: grupos de patrulhamento político.
  • pega leve: ir devagar.

GÍRIAS DOS ANOS 90

  • ah, eu tô maluco: estou muito feliz.
  • animal: pessoa de expressão.
  • antenado: ligado.
  • azaração: namoro, flerte.
  • azarar: flertar.
  • baba de bode: ruim.
  • balada: velocidade, diversão.
  • barbantim cheiroso: biquini.
  • bolado: chateado.
  • caô: mentira.
  • cara pintada: estudante que protesta.
  • chavecar: namorar.
  • criar beriga: casar.
  • de lei: é assim.
  • dibarato: o que é bom.
  • dimenor: criança, menino ou menina.
  • é do bem: boa pessoa.
  • é do mal: má pessoa.
  • é o bicho: coisa que esteja acontecendo.
  • é ruim, hein?: isso não é bem assim.
  • estribado: fundamentar-se, apoiar-se. Nos anos 90, muitos jovens usavam esta palavra, para falar que a coisa estava certa, fundamentada.
  • fazer pressão: impressionar.
  • festa da mexerica: avacalhação.
  • ficar: namorar.
  • filé: garota bonita.
  • fui!…: agi, decidi, aconteceu, sumi, desapareci.
  • gata: mulher bonita.
  • gato: rapaz bonito.
  • já fui!: agi, decidi, aconteceu.
  • lipada: mulher magra.
  • lipo: lipoaspiração.
  • maior gás: velocidade.
  • maior legal: ótimo.
  • mano: amigo, pessoa
  • mala: chato.
  • mauricinho: rapaz bem arrumado.
  • pagando um sapo: esperando.
  • pagar mico: vexame.
  • patricinha: menina bem arrumada.
  • patty: patricinha.
  • perua: mulher muito e mal produzida.
  • pintar: aparecer.
  • queimar o filme: estragar tudo, agir fora do padrão.
  • rolo: namoro demorado.
  • sarada: saudável.
  • sarado: saudável.
  • silico: aplicação de silicone.
  • voltei!: estou de volta.
  • zoar: fazer barulho, rir de alguém.
  • zoró: maluco.

Você lembra de mais alguma?

ISBN: xxx

+ Artigos

Nova forma de ensino on-line chega ao Brasil
Nova forma de ensino on-line chega ao Brasil
Baixar livros piratas não é legal. Entenda por quê
Baixar livros piratas não é legal. Entenda por quê
Youtuber Christian Figueiredo lança livro “Eu Fico Loko 3”
Youtuber Christian Figueiredo lança livro “Eu Fico Loko 3”
Livros são ótimos presentes de Natal para crianças
Livros são ótimos presentes de Natal para crianças

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,